71
81 shares, 71 points

Estava ansioso por esse filme, por gostar do gênero e por ser o primeiro filme que apresentei no painel da Paris Filmes na Geek City, a ser estreado.
O que chama a atenção nesse filme, é sua construção, um parque temático de horror com um assassino mascarado a solta, fazendo parecer parte da atração.
O filme se passa quase que inteiramente no parque. Do começo ao fim a narrativa fica no terror de um assassino a solta no parque.

O cenário é muito bem produzido, tem o cuidado para cada susto, tanto do personagem quanto o seu. Fiquei me imaginando nele, adoro esse tipo de atração, me assustei muito em eventos desse tipo nos parques em SP. Os Jump scare embora seja o tempo inteiro, não são forçados nem excessivos, se encaixam perfeitamente com o tipo da atração.

  

O desenrolar da historia é aceitável, jovens adultos sendo meio adolescentes, o problema nos personagens é que não são preparados, não tem uma boa apresentação, parecem estarem ali apenas como carne, só para serem massacrados. O roteiro é bom, apenas pequenos furos, e faltam algumas informações, na qual você as espera e não vem. Do tipo, como o assassino mascarado conhecia tão bem o parque, como em um cenário com tudo cenográfico havia itens de verdade como se tivesse sido implantado. Uma cena que me deixou “Hãa?” foi a Natalie (Amy Forsyth)  no banheiro em um dos lugares mais lotados do parque, e o banheiro se encontra vazio, nem a amiga dela fica com ela ali, visto que elas já estavam assustadas com a estranheza das ações do mascarado.

Apesar da amiga, Brooke (Reign Edwards) abandona-la no banheiro (risos) o forte na trama é a amizade, e não  romantismo, mulheres resistindo e lutando contra a situação. Outro ponto forte foi o slasher, o diretor Gregory Plotkin mantém o clássico do gênero, o assassino mascarado caminha tranquilamente empunhando uma faca como arma principal atrás das vítimas desesperadas.


O desfecho não muda muito do que estamos acostumados. Mas a cena final é muito boa, a personalidade monstruosa do assassino é contrariada de forma bem inteligente.

 

Parque do Inferno estreia nas telonas 22 de novembro de 2018


Gostou desse artigo? Compartilhe com seus amigos!

71
81 shares, 71 points
Thiago Barros

Legend

Sou o Gene dos Clone Trooper, brinco de ser fotografo de figura de ação. Publicitário por formação, a vida me fez ̶a̶r̶t̶i̶s̶t̶a̶, tranquei jornalismo antes de me transformar no Tintim. Em 25 de maio de 1977 meu córtex ficou em uma câmara de criogenia.
Escolha um estilo de post
Post padrão
Postagem padrão, com formatação de textos e imagens
Lista
Listas clássicas da internet
Vídeo
Youtube, Vimeo ou Embeds do Vine
Imagem
Fotos e imagens
Gif
GIFS
Quiz
Série de perguntas com respostas certas e erradas que pretende verificar o conhecimento
Votação
Votar para tomar decisões ou determinar opiniões
Lista aberta
Envie seus próprios ítens e vote nos melhores envios
Listas por ranking
Clique acima ou abaixo para votar nas melhores listas
Meme
Faça upload de seus imagens e crie memes próprios