90
90 shares, 90 points

Pensei muito antes de começar a escrever essa postagem, e até o final do texto irei decidir se ele irá ou não para o ar. Gostaria de falar sobre um assunto bem delicado, mas não sei se terei paciência suficiente para tolerar certos comentários de pessoas que não fazem a mínima ideia do Amanda Todd, tema do post, passou.

Vamos aos fatos:

Amanda Todd era uma garotinha de 15 anos, nascida no Canadá e que atualmente está sendo um dos maiores assuntos comentados na internet em todo o mundo. Ela cometeu suicídio na última semana, no dia 10 de Outubro de 2012. Motivo? Cyberbullying.

Tentarei explicar melhor. Quando Amanda tinha apenas 12 anos, idade na qual as pessoas estão descobrindo sua sexualidade, mas muitas vezes, de forma imatura, acabou comentando o erro, ou não, de mostrar os seios em um chat. Eu reforço o ‘ou não’, pois, uma pessoa apaixonada ou com um grande deslumbre, faz o que for necessário para surpreender o amado. Após o ocorrido, a pessoa que viu seus seios divulgou as imagens em uma fan page do Facebook, depois disso a garota não teve paz. Mesmo mudando de escola, suas imagens tinham sido mundialmente compartilhadas, e com isso vieram os mais diversos comentários preconceituosos e agressivos, incluindo ameaças.

Ela perdeu amigos reais e virtuais, sofreu agressão física e entrou em uma profunda depressão. Não aguentando a falta de companhia, Amanda tirou a própria vida por meio do enforcamento. Antes disso, ela havia tomando água sanitária, antidepressivos e outras drogas, mas nada adiantou.

Poucos dias antes de tal medida, Amanda Todd fez um vídeo mostrando como se sentia perante todo bullying sofrido, veja:

Sei que muitas pessoas condenam a medida tomada, o suicídio, consideram-no o extremo egoísmo, ou até mesmo uma atitude covarde, mas eu vejo de outra forma. O suicídio é um dos atos mais corajosos que alguém pode ter, pois você vai além do próprio instinto de sobrevivência e dor.

Meu medo de postar essa matéria foi após ver comentários ridículos em diversos outros sites e páginas do Facebook, de pessoas que não fazem ideia o que é depressão e se sentiram no direito de julgá-la e até mesmo rir da situação. Claro que muitos vão pensar que o problema dela era menor que o de outras pessoas, mas o fato de comprar problemas já mostra a falta de intelecto da pessoa.

A galera politicamente hipócrita ama comparar qualquer complicação com a situação das crianças africanas, mas sou totalmente contra comparar qualquer tipo de problema. Cada pessoa lida com suas dificuldades de maneira diferente, o que pode ser fútil pra mim, é motivo suficiente para alguém tirar a própria vida, ou até mesmo a vida de outra pessoa.

Também vi vários comentários de pessoas dizendo coisas do tipo “era só sair da internet”, “não entrar no Facebook”, “não ver o Youtube”, “não sair na rua”, etc, porém, quando você é cheio de amigos e nunca se deparou com a verdadeira solidão, é muito fácil dizer isso. No vídeo feito por ela, podemos ver que ela se sentia muito sozinha, e todos sabemos que a solidão é um grande mal, qualquer tipo de medida para ficar ainda mais reclusa, iria piorar sua situação.

Uma criança de 12 anos, por mais esperta, ainda não tem tanta maturidade, aliás, nem sei qual é a concepção de maturidade, uma vez que o que é certo pra mim, é errado para milhares de outras pessoas. Não defendo o que ela fez, mas não podemos ser hipócritas e ignorar o fato de que existe sim sexo virtual, e que a grande maioria das pessoas que estarão lendo já o praticaram. Devido a isso, é inadmissível ver comentários dizendo que ela queria apenas aparecer, eu digo que ela queria apenas se satisfazer ou surpreender um futuro rolinho. N podemos negar que a cada geração, as pessoas estão explorando sua sexualidade ainda mais cedo.

O grande culpado por tudo isso é o babaca que divulgou a intimidade da menina, este sim deveria ser julgado. Falando em divulgar, fiquei sabendo que “vazaram” as fotos da autópsia dela. Não bastasse o que a família da menina está passando com sua perda, ainda precisam aguentar tais atitudes.

Covarde são aqueles que estão julgando tal atitude, e não a menina que teve coragem suficiente para tirar a própria vida. Antes de querer encher o saco de alguém, pense se não estará colaborando para que esta pessoa tire a própria vida, nem todos tem a mesma sanidade mental ou controle emocional que você. Não são todas as pessoas que são psicologicamente forte e capazes de abstrair aquilo que serve apenas para tentar deixá-la pra baixo.

Isso pode soar forte, mas Hatters, saiba que vocês são cúmplices.

 


Gostou desse artigo? Compartilhe com seus amigos!

90
90 shares, 90 points
Rafa Gnomo

Legend

Meu nome é Rafael Mendes, tenho 31 anos, sou jornalista por formação e fotógrafo publicitário por profissão. Desde a minha infância sou apaixonado por tecnlogia, vídeo games e livros e foram esses três hobbies que moldaram a minha personalidade. Hoje tenho uma filha de 4 anos que virou personagem importante em minha vida e no site Nerd Pride, fazendo parte de diversos conteúdos que publico na categoria "Padawan".
Escolha um estilo de post
Post padrão
Postagem padrão, com formatação de textos e imagens
Lista
Listas clássicas da internet
Vídeo
Youtube, Vimeo ou Embeds do Vine
Imagem
Fotos e imagens
Gif
GIFS
Quiz
Série de perguntas com respostas certas e erradas que pretende verificar o conhecimento
Votação
Votar para tomar decisões ou determinar opiniões
Lista aberta
Envie seus próprios ítens e vote nos melhores envios
Listas por ranking
Clique acima ou abaixo para votar nas melhores listas
Meme
Faça upload de seus imagens e crie memes próprios