78
79 shares, 78 points

Muitas gerações crescem lendo os famosos gibis da Turma da Mônica ou assistindo na televisão. Comigo não foi diferente, até para o antigo Parque da Mônica em uma excursão com a escola eu fui. O filme é uma realização, ver a turminha que tanto nos ensinou e nos fez rir, em carne e osso. A dificuldade seria de como agradar aos mais velhos que cresceram com a turminha e ser atrativo para os pequenos de hoje em dia, coisa que Daniel Rezende fez com êxito.

Tivemos a primeira aproximação mais relista em 2013, com o lançamento da graphic novel “Laços”, dos irmãos Vitor e Lu Cafaggi. Nela, Mônica, Cebolinha, Magali e Cascão (e outros da turminha) foram apresentados em uma versão mais realista, como se existissem no mundo real. Devido ao tremendo sucesso, duas sequências foram lançadas, “Lições” e “Lembranças”, assim como a adaptação para o cinema, dirigida por Daniel Rezende. Que deixou bem claro ser um fã de ‘Turma da Mônica’ com todos detalhes de cenário e personagens. Você se sente no bairro do Limoeiro, algumas caracterizações são impressionantes. A palheta de cores esta idêntica aos dos gibis, e super funcionou sem estar destoante na telona. Ele mexe com a nostalgia, como não se emocionar com a Magali comendo melancia, com o Cascão fugindo de forma surreal de água, com o Cebolinha e seu “gênio cliando” o plano infalível, e a Mônica se defendendo com o Sansão. E que atuação da Giulia Benite como Mônica.

Daniel Rezende foi cuidadoso nas cenas das famosas “coelhadas” para não propagar violência, ele apenas usa as expressões de quem está à volta, um belo modo de mostrar a ação sem trair a essência da personagem. A ambientação é um flerte com o passado, o figurino dos pais, o telefone de gancho, a praça com coreto, o vendedor de balões. Com muitos easter-eggs para os fãs dos quadrinhos. Uma dica, fique atento nas matérias nos jornais!

Tem muito a ser elogiado nos aspectos técnicos e no elenco. Algo muito importante em Turma da Mônica, é a essência da amizade. O elenco infantil foi muito bem escolhido, a dinâmica entre o quarteto é muito orgânica.

Temos também a ótima performance de Rodrigo Santoro, como “Louco” que trouxe muito bem os cacoetes do personagem. Com um ótimo jogo de câmeras, trilha sonora e brincadeiras características do personagem, como a genial sequência envolvendo sapatos, faz nossos olhos brilharem.

Dentro de tantos acertos, se é preciso falar do que não funcionou também, o pior sem duvidas é o efeito especial verde desbotado usado no Floquinho. Chega um momento que o longa se arrasta, a cenas na floresta são longas, a maior preocupação disso é com os pequenos, pode despertar desinteresse e inquietação.

Daniel Rezende conseguiu fazer um filme que respeita o fã antigo e não menospreza as crianças. Turma da Mônica – Laços é um filme encantador.

Turma da Mônica – Laços estreia 27 de junho


Gostou desse artigo? Compartilhe com seus amigos!

78
79 shares, 78 points
Thiago Barros

Legend

Sou o Gene dos Clone Trooper, brinco de ser fotografo de figura de ação. Publicitário por formação, a vida me fez ̶a̶r̶t̶i̶s̶t̶a̶, tranquei jornalismo antes de me transformar no Tintim. Em 25 de maio de 1977 meu córtex ficou em uma câmara de criogenia.
Escolha um estilo de post
Post padrão
Postagem padrão, com formatação de textos e imagens
Lista
Listas clássicas da internet
Vídeo
Youtube, Vimeo ou Embeds do Vine
Imagem
Fotos e imagens
Gif
GIFS
Quiz
Série de perguntas com respostas certas e erradas que pretende verificar o conhecimento
Votação
Votar para tomar decisões ou determinar opiniões
Lista aberta
Envie seus próprios ítens e vote nos melhores envios
Listas por ranking
Clique acima ou abaixo para votar nas melhores listas
Meme
Faça upload de seus imagens e crie memes próprios