Quem disse que uns episódios mais desanimantes podem condenar completamente uma série? Quem disse que ela não pode se recuperar, mesmo com baixos? Aliás, essa é a vantagem de uma série, poder acertar seu rumo quando se perde. E foi isso que Graceland mostrou em Hair of the Dog, explorando o que possui de melhor.

Paul Briggs foi o destaque desse episódio. Foi a ele que pertenceu Hair of the Dog. Ele foi o cara que cuidou de Charlie e se preocupou em tirá-la de Graceland, para que sua carreira não fosse prejudicada pelo impulso na operação de Quinn. Ele cuidou do modo que Johnny se infiltrou na operação Bello, e tomou um soco na cara de Mike por esconder certas partes da operação dele. Ele que tem sido alvos de tamanhas desconfianças ao ponto de ter Mike investigando-o a mando do FBI.

Ele que se desnudou totalmente nesse episódio revelando, ainda que involuntariamente, que é um viciado em recuperação. Aliás, isso pode ser atribuído a grande atuação que Daniel Sunjata entrega até aqui, mostrando que tem beleza e talento.

Essa foi uma ótima sacada no roteiro da série. É certo que, mesmo aqueles que não empatizaram ainda com o personagem, agora poderão fazê-lo, entender seus motivos. Foi mais ou menos o que aconteceu com Charlie no episódio passado, mas em maiores proporções, pois é um mote ainda maior no arco dessa temporada. Provavelmente ele será questionado se é digno de toda a confiança que colocam sobre ele, uma vez que o vício pode comprometê-lo. 

Importante destacar também que, ao contrário do que falei em reviews anteriores, esse episódio se ocupou de duas storylines diferentes, porém deu conta de ambas, sem se perder em sua continuidade ou prejudicar o andamento. Isso mostra que Graceland está achando seu meio termo aos poucos, porém com êxito.

Graceland mostra, aos poucos, sinal de crescimento e amadurecimento como série, além de entusiasmar aos espectadores. Promete ser uma das grandes estreias dessa summer season.

 

Considerações finais:

  • Mike está irritando um pouco com sua mania de ser “perfeitinho” e incorruptível. Talvez, agora que ele entendeu a verdade de Paul, possa ser mais compreensivo;
  • A namoradinha de Mike continua sobrando na trama;
  • Sinto falta de mais