Depois da trilogia Legend, Marie Lu nos apresenta a sua mais nova obra, Jovens de Elite, que foi lançada pelo selo Rocco Jovens Leitores. A história é ambientada numa era medieval, onde reis e rainhas governam com indolência os seus reinos. Por volta de 1348, uma febre assola os reinos matando metade dos doentes, em sua maioria adultos e escapando somente as crianças. Os sobreviventes ficaram marcados pelo resto da vida e foram batizados de Malfettos.

Jovens de Elite (2)

“O cabelo de uma menina passou de dourado a preto da noite para o dia. Um garoto de seis anos tem cicatrizes no rosto sem nunca ter sido ferido… Sinto algo estranho no ar e estou ansioso para estudar esse efeito.”
As pessoas não marcadas acreditam que os malfettos são simplesmente amaldiçoados pelos deuses e anjos que eles veneram. São vistos como portadores de má sorte, pois, assim o rei os fizeram acreditar. Foi a maneira que o rei achou para ele mesmo não levar a culpa pela decaída nos negócios (diga-se de passagem, o que a maioria faz é colocar a culpa em outro para se safar). Com isso os malfettos são perseguidos pela Inquisição e são brutalmente mortos em publico, normalmente na fogueira.
“Algumas pessoas abandonam seus próprios parentes marcados porque acham que trazem má sorte. O rei usa os malfettos como desculpa para seu péssimo governo. Como se fôssemos os culpados pelas mazelas da nação.”
O que causa maior movimentação contra os sobreviventes é que alguns acabaram adquirindo habilidades especiais e são chamados pelo povo de Jovens de Elite. Para esses jovens, eles foram agraciados pelos deuses e não desgraçados. Nossa personagem central é a Adelina Amouteru, que vive uma vida desgraçada por conta do ódio que o pai dela sente por ela ter ficado marcada pela doença (Adelina teve um olho arrancado e o seu cabelo ficou em tom prateado), diferente de sua irmã Violetta, que saiu intacta da doença. Adelina tenta fugir das amarras de seu pai e acaba por provocar a morte dele e por isso se torna alvo da Inquisição.

Jovens de Elite (4)

“Alguns nos odeiam, pensam que somos fora da lei a serem pendurados na forca. Alguns nos temem, pensam que somos demônios a serem queimados na fogueira. Alguns nos adoram, pensam que somos filhos dos deuses. Mas todos nos conhecem.”
Um pouco antes de sua execução ela é apresentada ao líder da Inquisição, o jovem Teren Santoro. Sombrio como só um Inquisidor poderia ser, ele faz o seu trabalho de perseguição e execução com extrema maestria. Adelina é salva a tempo pelos Jovens de Elite e levada para ser cuidada e treinada por eles. Lá, ela conhece mais sete jovens que são marcados como ela. Cada um com habilidades diferentes. Adelina consegue criar ilusões, Enzo Valenciano seu salvador conduz o fogo, Raffaele Laurent Bessett consegue identificar as habilidades de cada um entre outros jovens que compõem a Sociedade dos Punhais.
“Sou o líder da Sociedade dos Punhais, um grupo de Jovens de Elite que busca outros como nós antes que a Inquisição os encontre. Mas não somos os únicos Jovens de Elite. Há muitos outros, tenho certeza, espalhados pelo mundo.”

Jovens de Elite (1)

Cada jovem tem sua história, mas temos como ênfase as histórias de Adelina, Teren, Enzo e Raffaele. Os poderes de Adelina são muito fortes, mas muito perigosos, pois ela guarda muito ódio dentro de si e é de lá que ela tira forças para o seu poder. O que desperta receio por parte de Raffaele em mantê-la viva. Durante toda a trajetória vemos Adelina conhecendo a si própria, mas na maioria das vezes ela parece mais uma esquizofrênica (me lembrou do Golum de Tolkien), Ela fala uma coisa, mas em sua cabeça fica sempre fica uma ponta de maldade a incitando a fazer coisas ruins.
“Tudo o que sei é que quero fazer isso de novo. Quero que Enzo me toque. Quero sentir esse fluxo de poder e quero ver os outros Punhais intimidados.”
“Quero algo mais.”
Enzo é o jovem príncipe herdeiro que teve o trono usurpado pela sua irmã a bela e cruel Giulietta, que é casada com um rei fracassado e tem um caso com Teren, que apesar de cruel no que faz é somente mais um fantoche nas mãos da rainha, um pobre que foi enganado por ela desde a infância acreditando ele ser uma aberração e que a rainha pediria aos deuses para perdoá-lo (essa mania que o povo tem de acreditar nos governantes). Raffaele é um acompanhante (um homem da vida se é que me entendem), ele almeja que Enzo tome o trono para que ele possa tirá-lo desta vida.

Jovens de Elite (5)

 “Somos as crianças dos deuses e dos anjos.”
O livro tem capítulos que são contados do ponto de vista de Adelina, Teren e Raffaele. Conhecemos um pouco do passado de cada um e como estão envolvidos nesta batalha de traições e poder.
Pontos negativos na história estão nas costas do autor mesmo. Sempre acho mais interessante quando temos um mapa das regiões impressos no livro para melhor nos situarmos. Marie Lu cria reinos, cidades, mas não consegui me localizar direito (nunca confie no meu senso de direção), mas parece que se passa na Itália se for analisar os nomes. Outra coisa é caracterizar melhor os povos. Ela sempre insinua que Adelina parece uma Tamourana, mas eu fiquei meio sem saber onde encaixar direito, pois não conheço as características exatas dos Tamouranos, mas tirando isso foi um ótimo inicio de uma nova saga. Esperando a continuação já estou principalmente com o epilogo que nos foi presenteado. Fortes emoções nos aguardam.
A edição é muito bonita. Letras em alto relevo e brilhantes. A tradução feita por Rachel Agavino foi muito bem baseada. A primeira letra de inicio de cada capítulo dá impressão de que é um daqueles livros antigos por conta da fonte usada. As folhas são de páginas amarelas o que facilita a leitura não cansando tanto a visão.
Marie Lu nasceu na China e mudou-se ainda criança com a família para os EUA. Formou-se na Universidade do Sul da Califórnia e começou a trabalhar como programadora na Indústria de videogames. Hoje é escritora em tempo integral. Nas horas vagas, gosta de ler, desenhar e jogar Assassin’s Creed. Ela mora em Los Angeles, na Califórnia, com o namorado, um Chihuahua sem pedigree e dois cachorrinhos da raça Welsh Corgi Pembroke. E é autora da trilogia Legend.

Jovens de Elite (3)

☛ Leia um trecho do livro!

Leia uma entrevista com a autora no blog da editora.

Título original: The Young Elites
Autor: Marie Lu
Tradução: Rachel Agavino
Gênero: Ficção infanto-juvenil norte-americana
Editora: Rocco
Selo: Jovens Leitores
Ano: 2016
Páginas: 304
ISBN:978-85-7980-263-8 (brochura)