Na Matemática, de forma generalizada, Infinitesimal é uma prática, um método utilizado para facilitar o cálculo e a análise do cálculo diferencial e integral.

O infinitesimal ou infinitésimo é qualquer número infinitamente pequeno, que seja maior que zero. O exemplo mais comum usado para abordar o conceito dos infinitésimos, é de uma linha reta finita. Onde esta, seria composta de infinitos números de indivisíveis pontos. E mesmo nessa simplória exemplificação, é aberto a inúmeros questionamentos.

Infinitesimal (17)Se cada reta é composta por vários pequenos pontos indivisíveis; quantos destes seriam? E o tamanho de cada um? E por aí vai…

Assim sendo, me propus a leitura livre e, diga-se de passagem, leiga de Infinitesimal. Recém titulo publicado pela Editora Zahar que traça um panorama histórico e cultural sobre a matemática dos infinitamente pequenos.

Mas por que estudar matemática? Apenas porque ela fornecia um modelo de perfeita ordem e certeza racionais, um exemplo de como verdades universais governam o mundo.

Se tratando de um livro de assunto especifico, o título se destaca por possuir poucas travas com relação à fluência narrativa. Explico melhor, o autor Amir Alexander, além de matemático é historiador e tal conhecimento, está mais que tácito que o resultado desse conceito não é feito apenas com números.

Infinitesimal 1Um tópico interessante no livro é justamente seu lado humano. O autor se preocupa em contextualizar o período e o clima social dos envolvidos na contenda. Dois nomes distintos da ciência como um todo, dedicaram anos da sua vida na formulação, cada a sua forma claro, do sentido geral da descoberta dos infinitesimais.

Gottfried Wilhelm von Leibniz e Isaac Newton.

Enquanto o primeiro é creditado como o pai do sistema binário, o segundo, bom… não precisa nem comentar seus principais feitos.

Ocorre que ambos, trabalharam em lados opostos na disputa sobre a descoberta e formulação do conceito dos infinitesimais. Leibniz usava uma abordagem mais lógica e metafísica, já Newton se baseava nos fenômenos naturais e na Física. E o principal destaque de Infinitesimal é justamente esse: apresentar todo o contexto histórico, político e social que levou a descoberta do cálculo moderno.

Por que as melhores cabeças do inicio do mundo moderno brigaram de forma tão feroz acerca dos infinitamente pequenos? A razão era que havia muito em jogo que um obscuro conceito matemático: a disputa era sobre o aspecto do mundo moderno.

Infinitesimal (69)Claro que não só estes estabeleceram a definição e aplicação dos infinitesimais dentro das ciências exatas, Cavalieri e Galileu, por exemplo, também contribuíram de forma relevante para a consolidação do entendimento, mas o que fica bastante claro durante a leitura é o embate entre eles dois e o que cada posicionamento trazia de novo e relevante para a ciência em si.

Infinitesimal (78)Jesuítas, protestantes e estudiosos também tiveram seus nomes relacionados ao estudo dos infinitamente pequenos e que também tiveram contribuição direta com o desenvolvimento do calendário gregoriano. Até Thomas Hobbes e o seu clássico Leviatã tiveram influência direta com os infinitésimos. Se hoje é possível o calcular áreas e volumes, tudo é graças aos infinitesimais.

Maior parte do livro é dedicada justamente a entrelaçar as diversas histórias correlacionadas aos infinitesimais. Exatamente por esta abordagem mais ampla e seccionada, o livro entrega uma leitura interessante e envolvente sobre vários aspectos.

Infinitesimal (61)

… a matemática divina, universal e perfeitamente racional ordena e arranja o mundo físico da maneira mais efetiva possível.

Tal proposta às vezes é tão satisfatória, que por vezes me envolvi durante a leitura tal como um romance. Amir costura uma narrativa histórica clara e atraente ao leitor; rica e instigante ao ponto, de ficar fácil a visualização da proposta do autor em montar um quebra cabeça a cada capitulo.

Dinâmico, elucidativo e rico em detalhes, Infinitesimal é mais um exemplo (impresso) do quão importante é a aplicação e o uso da Matemática para o homem. Assim como o também ótimo Em Busca do Infinito, outro excelente e fácil livro publicado pela Zahar, que também exalta a genialidade de cientistas, filósofos e pensadores ao relatar em seu texto preciso e pontual, o que talvez seja um dos maiores embates da Matemática.

Infinitesimal (58) - Cópia